Skip to main content
CISTI'2017 - 12ª Conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação

Full Program »

Interações sociais de idosos: mapeamento de estratégias pedagógicas para Educação a Distância

A presente pesquisa tem por objetivo mapear possíveis estratégias pedagógicas que possibilitem o aprimoramento das relações sociais entre os idosos em cursos à distância. Em todo o mundo aumenta o número de pessoas mais velhas e, paralelamente, o interesse em cursos que permitam uma educação permanente. A modalidade a distância é uma alternativa viável para o público idoso, já que possibilitam uma melhor qualidade de vida a partir dos seus interesses e necessidades. No entanto, observa-se uma escassez de estudos que tratem sobre o tema e contemplem o público mais velho, principalmente no que diz respeito às interações sociais. Desta forma, esta pesquisa mapeou possíveis estratégias pedagógicas para a Educação a Distância que podem ser adotadas com os idosos no intuito de maximizar as relações sociais. A metodologia adotada foi uma abordagem quali-quantitativa, do tipo estudo de caso. Foram utilizados para a coleta de dados questionários semiestruturados, relatos dos alunos idosos e observação participante. Participaram da pesquisa 16 idosos com idade igual ou superior a 60 anos que estavam inseridos em um curso de inclusão digital. Durante o curso os idosos participaram de uma oficina a distância sobre memórias literárias. No decorrer do processo foi possível mapear estratégias pedagógicas que permitiram uma maior interação social entre os participantes. Entre as estratégias mapeadas destaca-se: uso de ferramentas síncronas e assíncronas do ambiente virtual de aprendizagem utilizado, uso de recursos de comunicação através dos dispositivos móveis, como é o caso do WhatsApp, encontros presenciais para sanar possíveis dificuldades no uso dos recursos tecnológicos, uso de tutoriais explicativos sobre as ferramentas de comunicação e auxílio do professor nas mediações, entre outros. As relações sociais apresentam fatores que instigam o idoso, contribuindo para a sua qualidade de vida. Esta realidade oportuniza investigações aprofundadas sobre o tema, principalmente na educação.

Author(s):

Jozelina Mendes    
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Brazil

Leticia Machado    
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Brazil

Deyse Sampaio    
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Brazil

Edimara Heis    
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Brazil

Patricia Behar    
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Brazil

 

Powered by OpenConf®
Copyright ©2002-2016 Zakon Group LLC