Skip to main content
CISTI'2017 - 12ª Conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação

Full Program »

As Dimensões de uma Smart City em Regiões Remotas (Smart) – Caso de Estudo

O principal objetivo da iniciativa smart cities é permitir que as cidades façam a gestão dos seus ativos de forma eficiente, apostando na inovação e criatividade, como forma de promover o desenvolvimento urbano sustentável e inclusivo. Quando se fala de uma área tão emergente e promissora como as cidades inteligentes, convêm saber se todas as cidades independentemente da sua dimensão e localização podem ser enquadradas nesse conceito, promovendo-se assim, igualdade social em todo o território Português. A Rede Portuguesa de Cidades Inteligentes integra 46 Municípios dispersos pelo território nacional. Verifica-se que são em menor número as cidades localizadas no interior do país. Foi esse um dos motivos que levou à presente investigação, que é saber se uma cidade do interior do país (regiões remotas) pode ser considerada uma smart city e em que dimensões aposta. Existe um conjunto de dimensões de atuação que uma cidade pode adotar para ser considerada uma smart city. Neste trabalho de investigação em relação à cidade em estudo, vão ser apuradas que dimensões adotam de forma a aumentar a eficiência na gestão dos recursos e serviços da cidade.

Author(s):

Isabel Maria Lopes    
Instituto Politécnico de Bragança
Portugal

Pedro Oliveira    
Instituto Politécnico de Bragança
Portugal

 

Powered by OpenConf®
Copyright ©2002-2016 Zakon Group LLC